Home / Notícias / Exortação do Bispo Diocesano de Jequié sobre consumo de bebidas alcoólicas.

Exortação do Bispo Diocesano de Jequié sobre consumo de bebidas alcoólicas.


12/08/2016   11:48:27

FACEBOOK GOOGLE PLUS TWITTER

Exortação do Bispo Diocesano de Jequié sobre consumo de bebidas alcoólicas

Ao Clero

Aos Párocos

Aos Religiosos e Religiosas

Cristãos Leigos e Leigas

          Como propõe o Papa Francisco para toda a Igreja, depois de muito escutar, encaminho aos irmãos e irmãs um pedido: iniciar uma caminhada de conscientização de nossas comunidades a fim de que sejam evitadas as bebidas alcoólicas nas festas de padroeiros, eventos de pastorais e movimentos promovidos em nome da Igreja e de suas paróquias e comunidades.

          O povo brasileiro é alegre e gosta de festas. As festas expressam a alegria de estar junto, a amizade e a fraternidade. Em algumas comunidades, a festa se tornou tradição celebrada há muitos anos. As festas em honra aos padroeiros são uma riqueza imensa! A alegria do cristão não é artificial. Ela vem de dentro, do encontro do seu coração com o Amor Misericordioso de Cristo. Desta experiência vem a alegria do encontro com os Irmãos e Irmãs.

          No entanto, temos visto crescer o consumo de bebidas alcoólicas em nossas festas e que se tornam um contratestemunho, pois, prejudicam irmãos portadores da doença do alcoolismo, destroem o todo o trabalho da pastoral da sobriedade, envergonham as famílias, dão mau exemplo para jovens e adolescentes, hoje cada vez mais cedo usuários de álcool. Estragam o ambiente da festa com palavrões, obscenidades e até violência.

          Há motoristas que saem da festa embriagados, pondo em risco a vida e a imagem pública da Igreja. A infração da lei 11.705 do Código de Trânsito Brasileiro não é apenas um delito. O seu descumprimento resulta tantas vezes em sofrimento e dor para tantas famílias vitimadas.

          O Documento de Aparecida nos convida a abandonar com coragem as estruturas e práticas que não são evangelizadoras. O Evangelho adverte: “Cuidado com a embriaguez!” (Lc 21,34). E São Paulo aos Efésios recomenda: “Não vos embriagueis!” (Ef 5,18)

          Como Pai e Pastor desse rebanho do Povo de Deus que está nesta Diocese de Jequié, por quem responderei diante do Senhor, cheio de amor paterno e zelo pastoral, venho, veementemente vos exortar a essa “conversão pastoral”, conforme o documento 104 da CNBB, a uma nova prática libertadora.

 

Com meu reconhecimento e agradecimento por esta colaboração, saúdo e imploro bênçãos para todos.

 

Dom José Ruy G. Lopes

Bispo Diocesano de Jequié